Murilo Gun

Quem está online

Temos 21 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



PoesiAbsoluta
Acesse vários links PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

>>MURILO GUN: + de 1.000 fotos e matérias sobre Gun, filho do editor. VCA.

>>POESIA ABSOLUTA: A + nova novidade em poesia. O avanço do novo estilo. Leia mais de 200 ensaios a respeito dessa invenção.

>>Vários livros de poemas como A expensas, O Crepúsculo do Pênis, ID, Hîmen de Mallarmé, Kant não estuprou a camareira.

>>Milhares de textos sobre a verdadeira literatura do 3° milênio.

Leia e consulte e copie deste SITE que divulga a melhor poesia.

>>Leia O MONITOR, jornal com 106 anos de idade, respeitável e centenário periódico. E os editoriais absolutos de VCA.

>>Leia dezenas de números das revistas mais moderna do Brasil: URUBU, SINGULAR, PAPELJORNAL e MONITORANDO.

Contato:  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar

 
NU JANTAR COM VCA - IMITOLÓGICO CARDÁPIO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Bode expiatório gordo bem assado.

Porco chauvinista na grelha

com pimenta estocástica

 
UM RETIRO PARA A ALMA F. PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Ao ver o carnaval chegar, apressei o passo para abrigar do frevo a alma. Buscar um retiro para ela. Cuido bem da alma, nino-a, dengo-a muito, não a deixo entregue ao

 
SALTO IMORTAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Álgebra de pedra emusgo

canção de cacto e papoula

alma do homem sem comunhão

 
JORGE DE SENA: INVENTOR DE LINGUAGENS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Dedico a resgatar do pó, esmaecer a pátina rigorosa que encobre a poesia dos maiores poetas lusos do século XX, um do 3 ou 4 maiores,

 
MEU MÉTODO POÉTICO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Pela primeira vez numa vida, eu (ou um poeta poeta) vai (vou) confessar, Expor, abrir à horda ignara,

 
AOS MÚSCULOS DO ESPELHO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A pormenores anônimos

e eflorescências virais

a abóbadas ingentes e estrelas rurais

 
POEMA ANACRÔNICO DE GUERRA DE ROSAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Da úmida manhã de róseos vômitos

a musa da terceira guerra

atordoava trilha e intrigas de estrategos

 
AOS OLHOS DE TIRÉSIAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Tirésias viu a noites sobre noites

contemplou lumes cansados.

E olhou vísceras douradas ou facínoras.

 
ENQUANTO KANT PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

I

Enquanto Kant arquiteta inocentes metafísicas

em seu vasto tugúrio e íntimo de Knisgberg

 
BORGES LEITOR E PROLOGUISTA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A prosa deslumbrante, surpreendente, inconfundível de Borges, com seus requintes estilísticos, sua temática labiríntica e ângulos inusitados de abordagem da realidade

 
PORQUE NÃO HOJE? PORQUE SIM AGORA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Indago do íntimo poético ou do duvidoso id

vital ou não ainda por que hoje tanto se

anuncia a morte da palavra, tórridos

 
POESIA ABSOLUTA: O HIPERVERSO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A situação – mais do que bem diagnosticada – de descontemporaneidade (ou meras descontemporanização radical) absoluta dos poetas (ou da poesia) brasileiros,

 
CONFISSÕES A MIM PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Como você se sente hoje, traste do feicibuque?

 
ALÉNS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Além dos arquipélagos da pele

e dos sintomas árduos de estremecimento do coração

além das roxas voragens da voz

 
DESEXERCÍCIOS POÉTICOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Se poesia se faz, faz-se com o mínimo de palavras mínimas de sentido máximo, então... viva a filosofia do irracional absoluto, que abriga (e obriga a se expressar)

 
LEVANTE DO FALSO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Minha voz sal alevantando-se

lua de cócoras, pâncreas elevado

gerúndios dançando balés brancos

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 73

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes