Murilo Gun

Quem está online

Temos 54 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



PoesiAbsoluta
TRÊS CASOS (ACUSATIVOS) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Se sou pária? Não, sou ímpar.

Ou pária ímpar.

E Pascal, que topou com o vácuo total

 
ÉDEN EM RUÍNAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O galope da pálpebra e um silêncio úmido

percorrendo o teto das casas do sono

cisnes perambulando na brancura

 
DESTINO ABSOLUTO MANIFESTO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Eis o momento (ou ele já passou, era) da poesia encontrar o seu futuro (não prévio), já que o presente brasileiro foi tão sáfaro infértil como um deserto

 
O SIGNO SIGNIFICANTE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O signo significante (de Deleuze) é algo completo. Não é só face da moeda da comunicação. É um todo, um como fragmento íntegro.

 
EMPREITADA TEXTUAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

JORRO DO DIA (DIGO, DO ID) OU TEXTICULOS DO IMPOTENTE ACASO (DIGO, OCASO).

 
FLUXO VITAL DE INCONSCIÊNCIA EM ATO 2 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

1.Excavo (com x, pois o objeto é o id), além das impassíveis escavações, que faço, dia sim, outro não,...

 
SENTIDO ABSOLUTO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O sentido geral das coisas, canções, poemas, conversas, crônicas etc induz objetividade e comunidade de pensamento (e, por efeito, comunicação).

 
AMAR SEIO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Amo seios, sou fissurado neles, em especial seios eretos (esses demônios de carne sublime), sonho com seios, mordo-os no sono, apalpo-os na mente, imagino-me afogado em seios (duros e amáveis, como maçãs vaporosas).

 
ENQUANTO KANT PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

I

Enquanto Kant arquiteta inocentes metafísicas

em seu vasto tugúrio e íntimo de Knisgberg

 
LUZ DE ÁLGEBRA E SINO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Ossuários verdes leve álgebra

de pássaros engendra.

Progresso: abreviatura de lodo e encanto.

 
O CORTE FENOMENOLÓGICO E A POESIA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Fenomenologia foi expressão criada por Hegel para designar o conjunto das manifestações totais da vida do espírito na consciência.

 
GERAÇÃO POESIABSOLUTA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Já se detecta, adverte ou ensina o professor, poeta (absoluto) e crítico literário, Admmauro Gommes, o surgimento da raiz, a reboque do Em movimento PA,

 
A POLISSEMIA NUA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Aos leitores do site Poesiabsoluta no âmbito da coluna Paradoxos e provocações literários, trago a questão do significado em poesia.

 
VCA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Dobrou o cabo do desespero

(esse nauta sem sentido ou norte)

esperou trovões vãos

 
CENA RURAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Aos que querem liquidar o Bolsa-família.

Casebre cinzentos perdido

entre surdos gravetos da caatinga

 
NU JANTAR COM VCA - IMITOLÓGICO CARDÁPIO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Bode expiatório gordo bem assado.

Porco chauvinista na grelha

com pimenta estocástica

 
UM RETIRO PARA A ALMA F. PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Ao ver o carnaval chegar, apressei o passo para abrigar do frevo a alma. Buscar um retiro para ela. Cuido bem da alma, nino-a, dengo-a muito, não a deixo entregue ao

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 10 de 83

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes