Murilo Gun

Quem está online

Temos 14 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



A AÇÃO CRIADORA DO ACASO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Sábado, 11 Agosto 2018 22:33

Creio na artística quântica inexplorada. Na arte quântica da palavra e em suas indestrutibilidades mecânicas.

Poesia quântica meu campo. E cansaço.

 

A palavra ao acaso, a poesia absoluta.

Creio na ação do acaso. Criadora. Absoluta. Ao acaso da palavra, voa, brota, começa e acaba o poema. Absolutamente.

Acaso é liberdade absoluta. Nada mais livre do que o acaso. Do verbo, estabelecido ou não, o poema. Sempre.

Nenhumas indecisões, nenhuns todos, nenhumas pontes, nada de começos, meios, fins, istmos, intimidades, moedas, reinos inóspitos, impropriedades do verbo, abstinências ou olvidabilidades interessam à ávida poesia absoluta.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar