Murilo Gun

Quem está online

Temos 21 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



A DUBIEDADE POÉTICA É VITAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 10 Setembro 2018 20:28

A cansada modernidade ferida mortalmente pelos dardos e tacapes e acirradas medidas e chusmas de rimas certeiras disparadas (os rimários) pela Geração 45 sucumbiu.

Porém a dialética instalou-se com a contradição. O contraditório, imposto pelos reparnasianos, gerou quase que automaticamente a oposição (radical, no caso) representada pela ideologia e estilo concretista dos irmãos Campos, Gullar e cia. Embora a antítese não fosse ainda a verdadeira, beirou... e mostrou tal radicalidade que criou certa autonomia, deixou raízes, sistema que certamente funcionará com nova tese à espera da contradição dialética.

 

A exausta modernidade brasileira (1922/1930) não foi capaz de gerar uma antítese consequente. Muitos nomes como Cecilia, Cassiano Ricardo, CDA, Gullar, Murilo Mendes, Jorge de Lima – e muitos outros que tentaram, porém foram cooptados e neutralizados perfeitamente, fizeram o possível, mas não lograram êxito, em sua empresa remodernizadora. A ponto de dobrarem o poder reparnasianizado. A trajetória de Cabral foi singular, ele superou dialeticamente todas as gerações modernistas verdadeiras.

(À propósito, na verdade sou um aprendiz de PA, o poeta absoluto é Admmauro. E vocês estão nos descobrindo).

Eis que a Poesia Absoluta (a poesia neoposmoderna e já a posneoposmoderna) surge como o frisson novo, a nova síntese, o avanço, a nova sensibilidade poética, a renovadíssima nova modalidade de rima... e enterra de vez o espectro ( pois fora o parnasianismo morto, mas não enterrado, no século antepassado (XIX), nada não há ).

A FAMASUL, através de seus graduados professores de literatura, é o bastião, a frente, o castelo, a comunidade de defesa e propagação da poesia absoluta, cuja bandeira foi as revistas de arte e literatura PAPELJORNAL, Revista SINGULAR e URUBU, das três foram publicadas 27 edições.

Numa situação de cada vez mais estudantes universitários a aderirem à nova concepção, a primarem pelo trabalho de reconceituação da poesia brasileira, a PA sonha vigor de consequência. Graduandos e graduados mergulham no mar aberto da Poesia Absoluta, aperfeiçoam o neoconceito, estudam-no e o alargam, elegem-na como alvo de trabalhos e criam novas teses, posto o campo estar aberto e à espera de adeptos, cultores, estudos e sucessivos e inusitados avanços.

Após o livro símbolo do Professor Sébastien Joachim: o destino poético de Vital Corrêa de Araújo que embasou a Poesia Absoluta, juntamente com o livro não publicado do professor Cláudio Véras, há mais de 30 anos, professor efetivo em Heidelberg, outras obras foram publicadas sobre o fenômeno, o frisson, a novidade vindos do movimento Poesia Absoluta: A estranha poesia de Vital Corrêa de Araújo, O futuro da poesia e Teoria da Poesia Absoluta, esta a ser lançada no dia 6 de dezembro na FAMASUL, de autoria do professor de Teoria da Literatura Admmauro Gommes. Todos publicados pela BAGAÇO, editora que nasceu em Palmares-PE.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar