Murilo Gun

Quem está online

Temos 16 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



ESCREVER É PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 08 Outubro 2018 20:25

Escrever é afirmar a solidão, é

reencontrá-la na página

e bebê-la em golpes de lauda

escrever é conversar muito com e sob

a solidão a escrever.

 

A solidão é o extremo do

absoluto fascínio do vazio

vivo, contemplação de si, não do outro.

 

Às flutuantes, irredutíveis

substantivas esculturas

submersas de Giacometti

postas em silêncios incessantes

e ásperos puros e frutos

do gesto imaginário.

E do cinzel absoluto.

Ébrio e antropofágico (e seco)

carente do prazer, presa do cio

como tua carne molhada.

 

A ascese é uma mulher.

 

Orelha acoita prece

açoita reza rosa o lábio

oração se evade da boca.

 

A ampulheta de Proust é o imaginário.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar