Murilo Gun

Quem está online

Temos 21 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



ABSOLUTO OFÍCIO DA PALAVRA POÉTICA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quinta, 06 Dezembro 2018 00:10

Todo vazio é hiante.

Todo uivo viável.

Todo abismo vê.

Só a palavra usura é viva.

Deus é de aço (Suas criaturas de carne vã e enferrujam).

A palavra revela os vazios da existência.

Ser não é comércio.

Amo pátios inclinados e céus vagarosos.

A individida e móvel palavra poética cultiva Deus.

Até o individido diamante cinde o reino mineral.

Réquiem a cinzas nuas ou cruas. (Do páramo de Água Preta e                  Palmares).

Nas artérias circula rubra moeda. (Humana é a usura).

 

Castelo do Reino das Águias (julho/2013)

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar