Murilo Gun

Quem está online

Temos 4 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Siga-nos

Textos Agrestes



PoesiAbsoluta
Acesse vários links PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

>>MURILO GUN: + de 1.000 fotos e matérias sobre Gun, filho do editor. VCA.

>>POESIA ABSOLUTA: A + nova novidade em poesia. O avanço do novo estilo. Leia mais de 200 ensaios a respeito dessa invenção.

>>Vários livros de poemas como A expensas, O Crepúsculo do Pênis, ID, Hîmen de Mallarmé, Kant não estuprou a camareira.

>>Milhares de textos sobre a verdadeira literatura do 3° milênio.

Leia e consulte e copie deste SITE que divulga a melhor poesia.

>>Leia O MONITOR, jornal com 106 anos de idade, respeitável e centenário periódico. E os editoriais absolutos de VCA.

>>Leia dezenas de números das revistas mais moderna do Brasil: URUBU, SINGULAR, PAPELJORNAL e MONITORANDO.

Contato:  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar

 
DOIS SULCOS DA LIRA ÁULICA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

1

Néctar atento

árduo sumo

audaz matiz

 
2 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Já luz prolixo ocaso

dorme o páramo montanhoso sono

pesadelo do prado para

maçãs já sonham

 
DEVIR DE SENTIDO (DEVÉM DO SIGNIFICADO) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O que a poesia produz é um certo estranhamento do leitor em relação ao conteúdo esquisito do poema, que não se entrega, não é assimilado apenas pelo hábito poético, calcado em convenções facilitadoras do entendimento. Fundado no imediatismo feroz.

 
AO BOM ALVITRE DO POENTE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Do páramo donde me despeço da tarde

avisto todo o ocaso, suas nostalgias

e trêmulas cores debulham como milhos

cones vermelhos no céu distante irresistível colho

 
BREVIÁRIO DE PROVÉRBIO ADVERBIAIS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

a Cioran, o gênio romeno gaulês

Sonho com concílios de tílias

em calientes assembleias de chávenas

 
POEMA SÚBITO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Sobre terra viçam

laranjas e cavalos

e lábios das mulheres pulsam

como falos úmidos

 
7 POEMAS CURTOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A corça e sua sombra

de ágata branca.

Imenso vômito

de claridade embebe

 
CÍTARA ÁRTICA OU ELEUSINA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Cítara abstrata

empilha pedras

óbices arranja

acorda o caos

 
DO PROFESSOR CLÁUDIO VERAS DE HEIDELBERG SOBRE VCA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Em VCA, a arte está a serviço do absoluto, da verdade... e sua poesia estranha revela mais uma funda inquietação verbal do que uma firme convicção estética... uma preferência por vária transgressão do que submissão a convenções senis.

 
FLUXO NOTURNO DE INCONSCIÊNCIA SEM ALMA 3 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Poemas através da noite

(Sinfonia verbal para partituras de sal)

Eis anoitecer difícil

que fogo dos anjos exalta

 
POEMA E CINZA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Dormias como maçãs macias acomodadas

em bacias de algodão e litanias

sob égide de garboso candelabro

 
ESSES CÍRCULOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Cabedal de luzes, abdul de cinzas

esses lentos círculos prologando abismos

concuspiscentes e carnívoras carolas puras

tribos de esmeraldas, dádiva de diamantes

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 66

INFORMA GARANHUNS

Jornal O Monitor

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal