Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 97 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Siga-nos



PoesiAbsoluta
OUVIDO DE BÚZIO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

É ofício do búzio ouvir

mares e lamúrias

(e desenhar presságios

 
GOSTO SE DISCUTE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Gosto de mocinhas macias

(como maçãs vermelhinhas)

e de calcinhas de úmidas moçoilas

 
CÁLICE DE CULPA E SAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

ANGÚSTIA DE CUTELO

Quem imagina

da angústia do cutelo

 
CREDO DE LEZAMA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Eu creio que a maravilha do poema

seja chegar à criação de um corpo, de uma

substância resistente e encravada gozosamente

 
CREIO EM LEZAMA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

EXPLICAÇÃO VITAL

Quando mestre Sábastien Joachim decretou que a minha intenção é derrubar o significado não quis dizer que desvalorizo

 
DOIS POEMAS PERDIDOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Último alento, frágil gaze, seda dissoluta, apanágio

extremo, unção da ida perpétua, estreita passagem ao fim do nada.

Não tornei, perdi, abandonei entranha, ácida

 
CINCO PÓS-POEMAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Vou a mim às margens.

as minhas temerosas profundezas

ao abismo que sobre mim ergo

 
NOSSA SENHORA A LINGUAGEM PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A marca (função ou caráter) da poesia moderna é reconhecer que quem fala – quando não se omite ou mascara , é a linguagem,

 
POESIA: LOUCURA DAS PALAVRAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Poesia como expressão da ambiguidade essencial das coisas: conceito que o moderno legou à modernidade.

 
RECEITAS ON THE ROCKS PERFEITAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Troque ócio por verso

rama por vício

e cure com poesia

 
INCÊNDIO NU PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O futuro está no escombro

(que vive das obras dos homens)

respira como a rosa dos detritos

 
GRIFOS MEUS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

ao árduo cristal, o infinito

à álgebra azul da equação cósmica

às galáxias, a seus átomos e cores

 
TRÊS POEMAS DE 2011 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Nos papiros que a pedra pômes aperfeiçoa

está escrito (maktub) que aos poetas

serão concedidas coroas de dores

 
SETE ESTUDOS ALQUÍMICOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Desejo coagula

Enxofre é paradoxal

Anjos ainda caem do céu como antigamente?

 
O MUNDO VICIA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

REFLEXÕES APOÉTICAS

O ego (industrial e lato) segue seu curso

por entre as tundras do ominoso

 
COITO DE VOCÁBULO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Ninguém imagina vertigem da sílaba

para cruzar com uma consoante bonita

(num homoamor linguístico)

 
MANHÃ URBANA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

“Em Miró, uma nódoa de mosca na tela

pode ser o início de um amanhecer”.

Manoel de Barros

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 9 de 79

INFORMA GARANHUNS

Jornal O Monitor

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Textos Agrestes