Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 81 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Siga-nos



PoesiAbsoluta
DÍSTICOS EXATOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Calcanhares de cadáveres são frágeis

como os de tolo Aquiles.

Como são ágeis e furiosas as sombras

 
O POEMA DECLINA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O poema declina

de toda responsabilidade

com leitor casto, inocente, imediato

 
POEMA AO CONFIM DO MUNDO E DE MIM PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Trituro toda a dor do mundo

imundo-me do prazer do sofrimento

em mim pulsando como um muro

 
PRECIPÍCIOS OCEÂNICOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Sob pântanos enterrados em areias de horas

jazem milênios

entre ossos e criptas está a história

 
CORRUPTÍVEL CORAÇÃO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Coração não vive de júbilos e dores

mas de músicas severas, cauterizam-na

o sal e o sol, a sede e o suor

 
PONTO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O ponto de vista convencional

ou leitura clicherizadinha

de leitor normal (ordinário)

 
REFORÇO RÁPIDO SIGNO (IMPREVISÃO) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

(astrológicas vitais)

Nada é possível para taurinos envolvidos com destras geminianas.

Tudo é passivo para tais taurinos, até a urina.

 
HÁS HÁ MELINDRES, NO OCO DIÁRIO DO ACASO? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Há madames bêbadas de absintos e sábados

há comendas de dilúvios e tâmaras bastardas brotando

há belos buquês de sífilis ornando a dor

 
POEMA ONZE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Decifre cem avos de sentido

do poema indizível

do sono dogmático da água pura

 
PROGRAMA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Exilar-se dos desertos da certezas dos cadinhos

da vida sem vírgulas ou monstras

da âncora dos portes fugir

 
AO PODER DA VERDADE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Ignota verdade qual albedio voraz

se desespera longe do homem, asilada do ser

perdida na alma

 
QUANTA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Quanta alvoradas de nácar e o pala

contém uma noite de madrepérola?

Quanta luz selar enche uma bacia de claridade?

 
TIGRE NEGRO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Tigre, tigre, coorte de luz da veia

matilha de fogo do olhar felino

lascivo ardor envolve o bosque da alma.

 
AVISO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Não me compadeço de leitor elementar.

Não me desculpo com leitor

que não me entenda

 
ASTROLOGIA VITAL (HORÓSCOPO REAL) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A busca do prazer sempre dá estupro

em especial  vermelho quando Vênus e Plutão

em coito quadradão se metem

 
O POETA EXPULSO DA REPÚBLICA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O inflexível (e divo) Platão, republicano doente, fanático da lei

e vertiginoso arauto da realidade política

ático príncipe das leis éticas e rígidas (e áticas)

 
DOZE POEMA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Dentro dum lago curvo

ínvia água me descora

e sol apunhala (a luz trai

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 2 de 79

INFORMA GARANHUNS

Jornal O Monitor

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Textos Agrestes