Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 47 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Siga-nos



PoesiAbsoluta
PIEDADE BOVINA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

a Gerardo de Mello Mourão

Do acre umbral do matadouro (de olores escuros, pútridos)

ossos condecoram visitantes

 
(D)O SILÊNCIO COMO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O silêncio (se) consome

como grito ou sombra

gasta o gesto

 
CONFISSÃO ALTERIDIDÁTICA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Sinto-me causado por elementos sem corpo, ar

de que o devoto e sôfrego fogo necessitar

para fender a pedra chama líquida

 
ESPANHA NO CORAÇÃO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Sapatos de castanhola

alta dança dos saltos soltos

solas rascantes, golpes

 
PALMO DE ALENTO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Coro de seivas inebria

noite dos unguentos velozes.

Átimo de gozo estremece

 
AGAPANTOS E ASFÓDELOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Nos pomares das beiras do inferno

na triste ribeira do Aqueronte

viçam asfódelos, agapantos florem.

 
TÚNICA E PÁTINA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Nimbos que se tornam arbustos.

Estrelas são folhas da relva do céu.

Acredito no espírito que paire

 
DÍSTICOS EM RISTE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Quem esfaqueia o torso dos precipícios

rumores brancos tocaia nas narinas do cume.

Quem ante as muralhas do crepúsculo ajoelha-se

 
A CRÔNICA HOJE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A crônica é um gênero do jornalismo contemporâneo, cuja origem localiza-se na história e na literatura, ou mesmo, na comunhão das duas disciplinas radicais do conhecimento humano.

 
HORIZONTE E BÚZIO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

(flashes líricos)

Só o sal é imortal

(e não rima com morte ou cal)

 
DIAS DE CHUMBO E IRA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

À plúmbea tristeza

ao tempo que eles mataram

ao túmulo da utopia

 
ESTOU PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

(MEDITAÇÃO DE PEDRA)

“Isto que vês, engano ledo e puro

que, ostentando da arte esplendores turvos,

 
NOTÍCIA DO TÍTULO E CAPA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

sobre a coleção de poemas “Kant não

estuprou a camareira (foi firula de Lampe)

e Ler VCA causa AVC

 
EXORTAÇÃO E TRÊS POEMAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Acabemos todos os infernos

deixemo-los pedra sobre pedra

fogo sobre fogo

 
A POESIA COMO SUSTENTÁCULO DO IMO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

a que ordena o ontem

ou me fará o passado

conheço o céu

 
FRASES DA LUA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Aos músculos amáveis dos cônsules azuis.

Ergo píncaros e alicerces para pássaros.

A vagar pelas escuras comarcas da alma

 
POEMAS DE OUTRO TEMPO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A. Página do poema

campo minado de torpes metáforas.

B. A diferença faz efeito.

 
HARUS PEX PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Das entranhas dos arúspices já se adivinha

clara sombra de presságios.

Do compêndio das nuvens

 
ORIGEM DO ÂMAGO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Levante de metal, manhã farpada

coivaras do amanhecer

aurora dentada

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 5 de 54

INFORMA GARANHUNS

Jornal O Monitor

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Textos Agrestes