Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 38 visitantes em linha

Assista

Siga-nos



ESSES CÍRCULOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Terça, 30 Agosto 2016 20:43

Cabedal de luzes, abdul de cinzas

esses lentos círculos prologando abismos

concuspiscentes e carnívoras carolas puras

tribos de esmeraldas, dádiva de diamantes

panóplia de naipes das periódicas estirpes

inoculando na planície as dores do grito

os lumes do parto, as gravuras do príncipe puerperal.

Esses círculos lentamente abjetos

superpostos cardume curdos e árduos

centricamente aquosos, obviamente, salinos

ávidos e curvos como uma insônia.

Esses círculos náufragos asperamente marítimos

vindos de duvidosas elipses árticas e ásperas canastras

esses círculos dolicocéfalos, equestres

inamovíveis, canhestros e curvilíneos ou encurvados como árvores do vento

promiscuamente vivos adeptos da geometria basal

a íntimas tangências adstritos

em sua história de agonias cilíndricas compassados

a súbitas figurações húngara e agrária votados

inesperadamente intranquilos

pesadamente calóricos, cíclicos, finitos.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar