Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 69 visitantes em linha

Assista

Siga-nos



A POESIA COMO SUSTENTÁCULO DO IMO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quarta, 09 Agosto 2017 23:08

a que ordena o ontem

ou me fará o passado

conheço o céu

conheço o sal

 

amo o você

para onde ir sou.

 

Estou no ontem ainda

(com meu poema pusilânime)

o brilho passado ainda punge

 

viço escuro eco da luz vândala

que sobre amanhã se derrama

a quem ordena o que ontem me fará aplaudo.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar