Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 72 visitantes em linha

Assista

Siga-nos



ENUMERO O CAOS (2) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 13 Novembro 2017 22:38

Ribeira mordida de pássaros, córrego amordaçado a cânticos de rosas

arredores dourados de cobiça e orvalho

cálices de pez arrancados do inferno rápido

silenciosas águas de abutre e codorniz

voando entre gotas de luz e pólvora

neblina azul que brota do verbo de carbono

cinza incinerada de estrelas pálidas

réstias de sal invadindo sombras

da basílica das narinas humo

das orações escorre

do torrão natal ainda rico e vasto

madeixas alegres e noturnas dependuradas.

 

Todo o fulgor da cinza

toda a noite derramando-se em catadupas

de teus cabelos negreiros.

Colina do Magano, 31-10-2017

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar