Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 102 visitantes em linha

Assista

Siga-nos



5 POEMAS DE OUTUBRO/2015 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quarta, 20 Dezembro 2017 22:30

A cinza oblíqua do amor posto

entregue na primeira rua do rosto.

 

A sombra escarpada de cada um

um dia cruza com o vulto eficiente da morte.

 

Céus crescentes e pilhas de detritos

amontoados de dores em barris agônicos

a incerteza acumulando-se como o lixo

de emoções municipais

o medo parecendo mares em nosso rostos.

 

Sopra do paraíso brisa dura

e nuvem de vômito brota das rosas adâmicas

do paraíso expulsas.

 

Os ombros dos anos passados

o peso descomedido do futuro, tudo esmaga

o pardo da vida é dor, mais larga dor é.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar