Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 11 visitantes em linha

Assista

Siga-nos



DE LÁSTIMA É A PELE DOS PUSILÂNIMES PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quinta, 10 Maio 2018 22:31

A uretra dos monges é tranquila

o avanço da úlcera severo

Atônito o futuro dos condomínios de luxo

dúbia a memória do escombro

Azuis as vísceras do enigma

vítrea a ira dos alcoólatras

Tênue sina dos insensatos e a pele

dos pusilânimes de lástima

De lata alma de déspota

de mármor sono de estátua

Berço da escória incêndio

ruína do rosto o tempo

Último sopro apaga o mundo

tem a espessura de um segundo

Fôlego dos moribundos fraudulento

gesto do gato veludo atento.

 

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar