Murilo Gun

Admmauro Gomes

Quem está online

Temos 60 visitantes em linha

Assista

Siga-nos



Artigos
ID USINA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Terça, 16 Maio 2017 14:00

A verdade, a beleza, a estética, o real perfeito ou perfeição real da existência, tudo acontecendo de pronto ao redor do sujeito que somos... e em detrimento do objeto, é o em que consiste a identidade, esse peso vagaroso e suportável.

 
PODRE UTOPIA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Terça, 16 Maio 2017 13:57

Utopia desprezada, desacreditada. A utopia está enferma, é o cadáver insuperável de nossa hora. Quem dum remoto futuro foi rainha... hoje deposta, esquelética, agora quase morta.

 
CERNUDA VÍTIMA DO DESEJO (A REALIDADE VENCEU O DESEJO) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Terça, 03 Janeiro 2017 21:41

Cernuda foi presa fácil da consciência do desejo impossível, abandonando-se à aventura do corpo por desvãos sem rumo, tal como Kavafis às noites lascivas de Alexandria.

 
ASSIM ASSADO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Terça, 03 Janeiro 2017 21:35

Quem escreve, a quem o escrito pertence? A qualquer um, menos ao autor. Quem escreve não sou eu, é o quem me arrastou à escrita, me jogou na página e no ambiente criativo que o ato de escrever gera. O arrastão para fora de mim foi vital à escrita.

 
MONÓSTICO VITAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Terça, 03 Janeiro 2017 21:32

Desenvolvi, desde há 15 anos, o conceito da estrutura de uma forma poética, já existente teoricamente, taxionomicamente, como tal, porém não informada ou enformada, posto que se presume vazia, desde que não há prática do verso, tal como ela, esta forma, urdia.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 29