Murilo Gun

Quem está online

Temos 23 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos

Textos Agrestes



PoesiAbsoluta
Acesse vários links PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

>>MURILO GUN: + de 1.000 fotos e matérias sobre Gun, filho do editor. VCA.

>>POESIA ABSOLUTA: A + nova novidade em poesia. O avanço do novo estilo. Leia mais de 200 ensaios a respeito dessa invenção.

>>Vários livros de poemas como A expensas, O Crepúsculo do Pênis, ID, Hîmen de Mallarmé, Kant não estuprou a camareira.

>>Milhares de textos sobre a verdadeira literatura do 3° milênio.

Leia e consulte e copie deste SITE que divulga a melhor poesia.

>>Leia O MONITOR, jornal com 106 anos de idade, respeitável e centenário periódico. E os editoriais absolutos de VCA.

>>Leia dezenas de números das revistas mais moderna do Brasil: URUBU, SINGULAR, PAPELJORNAL e MONITORANDO.

Contato:  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar

 
ELEGÂNCIA DE ESCÂNDALO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Ela tinha um sexo aguçado

e o caráter doce como riso

ela assoberbava manhãs

 
AFINAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Começo um texto que não sei o que será. Ou o que não dará. O espírito só fornece o primeiro verso.

 
CORTEJO DE TRASTES MURALHAS DE PÁRIS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Chamo à colação possíveis e impossíveis leitores para a curiosidade (paradoxal, talvez) sobre este romance de VCA.

 
CORAÇÃO VERBAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Centro e ventre de um caminho enraizado numa das culturas mais antigas e complexas, mais poderosas e atuantes (a marrana),

 
A PALAVRA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O ofício do poeta é o que de mais sagrado restou ao homem. Ele move a hóstia da palavra até que a saliva do verbo a envolva.

 
FORMA AUTÔNOMA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Sentimos prazer com a forma autônoma da poesia, livre, absoluta poesia... e somos por ela energizados liricamente,

 
DESDE O SILÊNCIO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Por se tratar de tema essencial a Rogério Generoso, o silêncio poético ganha esse destaque. O silêncio é a fonte a que regressam as palavras.

 
VERDADE (27) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A conta da consciência é impagável

Quem-dentre meus loucos leitores

não está inadimplente com o espírito?

 
DOIS NÃOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Não crio por encomenda de editor ou da perspectiva frágil de leitor possível. Porém, crio de conformidade com meu espírito, não em função de nada menor que a alma.

 
O MUNDO FINDA COM UM LAMENTO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Quando disse que o mundo finda não como uma explosão, mas com um lamento, T.S. Eliot não foi somente sincero porém consequente e preciso, sabiamente exato (não apocalíptico).

 
AO AMPLO E AO IMERSO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Tudo o que haja

de imerso, excessivo, minucioso

no verso desponte

 
SENTIDO ABSOLUTO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O sentido geral das coisas, canções, poemas, conversas, crônicas etc induz objetividade e comunidade de pensamento (e, por efeito, comunicação).

 
O SUBLIME E O HORROR PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O sublime e o horror são irmãos (em Alberto Lins Caldas). Em comum, têm o assombro.

 
POESIA E PROSA: DESIGUAIS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

É patente a dificuldade de entender poesia porque se quer aplicar a isso a mesma lei da prosa.

 
BREVIDADE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O poema longo de 3, 4 páginas é de certo modo e visão uma completa incongruência, posto que o lirismo,

 
VISÃO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Sol de zinco, sinos cegos

lantejoulas claras das noites longas

papoulas de pelúcia, êxtases de plástico macio

 
PROPEMPTIKÓN PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

(Discurso de adeus a quem parte sempre)

Te fruí com desvario

ou fúria íntima

 
NOVAS PÉROLAS DE ZIZEK RECÉM BATEADAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

“Nossa obediência à lei em si não é natural, espontânea, mas mediana pela repressão do desejo de transgredir a lei”.

 
SOU PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Poeta normal – obediente pleno a convenções

(rímicas, métricas, éticas e etcéticas).

Não da espécie dos que buscam

 
EU VITAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Vital é assíduo e firme em perpetrar

sintagmas deformadores completos (da realidade

que todos vemos, sentimos, amamos – somos)

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 56

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Instagran Usina VCA