Murilo Gun

Quem está online

Temos 14 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos

Textos Agrestes



PoesiAbsoluta
O QUE É POEMA? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O poema é uma valsa

de sílabas descalças

condessas caretas

 
PASTOS DE SÍLABAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A devorar nuvens

e algodão de ovelha

cego pastor de dias desertos

 
ARITETIA DO POEMA E DESVISÃO DO MUNDO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O poema pode constituir, abranger, ser

uma mera e simples parcialidade

algo intranscendente que vele o real

 
PALAVRA CLARA OU ESCURA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Clareza e obscuridade em poesia são conceitos relativos. Só se é claro ou obscuro para alguém, para um público determinado pelas suas (in)competências literárias e expectativas estéticas.

 
POEMA ABSOLUTO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A poesia reside no uso alternado do signo verbal, de modo a destacar o significante, a palavra, pois o poema é nada menos do que um objeto de palavras.

 
O ID E O POETA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O poeta comum observa pelo menos três estágios para construir um poema.

 
“COMO FRUTO SE FUNDE EM PRAZER COMO É DELÍCIA SEU DESAPARECER” P. Valéry PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O que repousa sob as coisas

a essência

palavra mineral as alumia

 
O MUNDO FINDA COM UM LAMENTO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Quando disse que o mundo finda não como uma explosão, mas com um lamento, T.S. Eliot não foi somente sincero porém consequente e preciso,

 
MODO DE VER DA PALAVRA POÉTICA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A diferença do modo ocidental de vida da palavra-sempre preparada para amoedar o significado,

 
TAU PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Meu partido é o da palavra (verdade).

Sigo o verbo nascente. Redijo a mim.

Amo o mijo.

 
CAPUT PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Coisa incisa.

Tábua rasa cartesiana.

Penso e não existo.

 
A MINHA LEITORA (Rosto abandonado) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Arranque, leitora, a máscara

ela é maquiagem, o rosto base.

Comece a decifrá-la (máscara)

 
FALTA DE CLAREZA E COMUNICAÇÃO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Palavras são palavras (e nada mais do que isso, o resto – é literatura, são outros quinhentos delírios), imagens são imagens, sensações são sensações,

 
POESIA FORMA DE LUTA (LIBERTAÇÃO) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A poesia é uma forma de luta (contra as forças que intentam congelá-la, represá-la, submetê-la à inércia e ao estabelecido).

 
O NOVO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A substituição das gerações e vital à literatura – em especial à poesia – e é uma necessidade apodítica, representa a injeção de novo ânimo,

 
SER TIGRE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Tigre não sou eu

é um estado do espírito

organizado lídimo ato

 
PERGUNTA E RESPOSTA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Para onde vão geometrias abandonadas

em que escura e cúbica lapela se alojam?

E lampejos onde habitam

 
POESIA PARA QUÊ PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Sthéfane Mallarmé, um dos fundadores da modernidade poética, se obstinha em não agradar aos leitores mais sensíveis, viciados no facilitário da compreensão.

 
AMOR CINZA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Hoje fazes ginástica no pátio

das álgebras podres

e a boicote dos astros

 
OVERTURE FINANCIAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Abra o leilão de metáforas

no pregão da poesia de data

a bursátil palavra

 
BRIO E BREU PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

O breu é escandinavo.

Azeviche meu legado.

De pez é o reino.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 8 de 57

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Instagran Usina VCA