Murilo Gun

Quem está online

Temos 48 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



REMODERNIDADE POÉTICA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quinta, 14 Fevereiro 2019 20:30

MANIFESTO PRIMEIRO

O movimento POESIA ABSOLUTA integra desintegradamente todos os outros do século XX.

Apenas dialeticamente ultrapassados, apenas superados criativamente mantendo tudo o que de superior, magnífico, elementar, primeiro, avançado etc os conotaram e deram impulso, avanço, futuro, ousadia, certidão.

 

É ONIPOTENTE O IMAGINÁRIO LIVRE

É O SÍMBOLO REBELADO

 

São essência do movimento novo: POESIA ABSOLUTA

São autoridades ou fundamentos (tais Vico considerava):

 

Temor e sobressalto

Desordem e Despautério

Assombro magnífico e formidando

Formidalguia e enervamento

Grotesco desencanto

Gatilho e ousadia

Revolução pela metáfora nova

Rerrevolução da palavra

Grotesco absurdo

Absurdo como norma

Pathos e utopia

Logos e imprecisão.

Weltansshuung

Melancolia em flor

 

Bordel de estrelas

Panarício e cura

Posto desobservador

Passagem noturna (servidão poética)

Sanitário aroma

Sanatório verbal

Nosocômio vital

Abulia e cosmos

Entrevero e pomar

POESIA ABSOLUTA

 

Ele prega só a subversão poética

radical ou contumaz, abre o processo

vital da REMODERNIDADE VISIONÁRIA. É ULTRA E BOA.

Essa sombra de manifesta

é a primeira manifestação

do que vai infestar a poesia

mundial. E dessa infestação

SAI ESSE MANIFESTO ABSOLUTO (a ser inconcluído sempre)

 

ASSINATURAS

1. Vital Corrêa de Araújo

2. Rogério Generoso

3. Admmauro Gommes

4. Alberto Lins Caldas

5. Valmir Jordão

6. Roberto de Queiroz

7. Valmir Carvalho

8. Carlos Newton Júnior

e outros que vierem aceitar o irrecusável.

 

É do arrefecimento claro e prévio das pós-neovanguardas poéticas que brota o movimento POESIA ABSOLUTA

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar