Murilo Gun

Quem está online

Temos 114 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



SENTIDO DA VIDA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Sexta, 15 Março 2019 13:52

Todo sentido se perde e regressa ao nada

o edifício de palavras que bálsamo

da rima amacia e confina

e deuses compassivos não endossam

porque na outra margem do tempo vive a dúvida

e fel da conjura ou mel abstêmio não desistem

ou quinquilharia do urro ou astúcia do verbo

ou o surdo eco pousado na garganta do grito

jamais se eivarão do manancial do silêncio

que incontenha a música do fim.

 

E nada ficará sem resposta para sempre.

 

Nem os vitrais cegos da cidade

ou os rios urbanos apodrecidos

nem as formas infecundas de sempre

ou mirabolantes histórias sentimentais.

 

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar