Murilo Gun

Quem está online

Temos 52 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



O POETA PELEJA COM O ANJO (COMO RILKE) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

A peleja com o anjo

se dá no ringue da página

teatro onde as letras

estraçalham o sentido

tablado retângulo branco

arena da luta imortal

do poeta com a palavra

 

à nuvem álvara do linho trava-se

prélio com a palavra diária

pugna soberba do anjo do verbo

com o homem comum desata-se

 

mácula do poema fica na alma do tempo

como cicatriz viva florescendo

à inocente sombra da lauda

 

dor palavra promulgada

com o alicate de sintaxe das estrelas

na crucial assembleia das sílabas exarada

 

na turbulenta vertigem dos adjetivos

veia escura esvaziada

de cães e rumores rurais

à luz do gás prosaico

poeta deixa cair a altura

para sobrevivência do poema.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes