Murilo Gun

Quem está online

Temos 22 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



ÍMPETO POEMA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Inventarei rumor rosa do lábio

a capinar alma sôfrego urro

minando rosto esgar de gozo

tempo abrindo pássaros no corpo.

 

Saberei a cor do teu cio, seu

azul voluptuoso e íntimo róseo

sonoro vermelho do sangue

partejando o falo

aos borbotões erigindo veia

escuros da vida rogando de luz e sêmen.

 

Irei ao imo da noite buscar-te

Perséfone de carne

à infiel Penélope lascivo apelo.

 

Escavarei êxtase vermelho

apalpando grito até a alma

fruto até raiz madura

libidinal respiração bebendo

até leito dos joelhos redondos

onde adormecerei confortado

com a satisfação do lábio

cujo rumor inventei.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes