Murilo Gun

Quem está online

Temos 32 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



MARTÍRIO E AMOR PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

(martírio mineral)

Vi os adornos do martírio

rubis da dor soando no silêncio triste

da haste em que cravos vivem

entre suores de safira vi

suspiros de opala abolindo-se

entre gritos de ônix

(e cinzas de fênix).

 

Sua agonia era de grega nua

 

atônito vi o triunfo do agônico

 

o afã da morte vencer

a vida rebelada

e o Ser dos túmulos fulgurar

após alegria dos velórios tortos.

Trevas à morte insossegada

d’Inês d’Castro

a que foi rainha

depois de morta

e sepultada sob palavras.

 

Lirismo erótico

das cantigas d’amor trovadorescas

me comove

mas não me rejeites

nem a inferno d’amores me condenes.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes