Murilo Gun

Quem está online

Temos 22 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



CERTEZA CORRENTE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Vivo a margear

o armagedon tenaz.

Só de seu uivo, vivo.

 

A travessia do poema

é como a do Aqueronte

dessa viagem se colhe

dádivas do esquecimento

concreto e definitivo fim do ir.

 

Exilado na noite

sem rumo ou ponte

sem lua ou tempo

desmorono como muro de areia esquecido

batido pela tempestade da idade.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes