Murilo Gun

Quem está online

Temos 15 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



TRÊS POEMAS DE SETEMBRO/2002 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

CEGAS DESCULPAS

A alegria de meus olhos cega diante de ímpios entardeceras

esses seres que saem do peito do Senhor

do seu excelso calvário para benesse do olhar.

Pedem-me desculpas, os olhos,  pelos amarelos ocaso

pelas cruas cores do crepúsculo: não aceito.

 

LIMITE

O que divida o ocaso da aurora

na alma separe luz do escuro.

 

SEMPRE

A mácula purifica a página

E vice-versa. Vide verso.

 

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes