Murilo Gun

Quem está online

Temos 23 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



OSTINATO RIGORE VITAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

(LIBERAÇÃO TOTAL DA FORÇA EXPRESSÃO)

Preciso atentar que o substrato imagético

é naufrago, oculta-se nas sombras do verbo

não há para ele superfícies calmas (ou não)

não há nenhuma alma nas palavras

só corpo expressivo de esfinge.

 

Por isso há nítida desolação entre

o poder referencial alienante

da palavra e a carga solta

(sem canga métrica ou fardo ou trena)

da imensa, concisa, intensa

energia imagética (expressiva).

 

Daí, o verso reduzido a dimensões moleculares.

O monóstico incorruptível.

O ritmo dodecafônica da palavra.

Exponho fraturas da alma

no fêmur da página.

Preciso se fala compensar pois

com o lastro imagético

a dispersão rítmica porventura solta.

 

Para que o moderno poema conserve

certa pátina arcaica

como sol preserva a carne

ou espírito amolde o corpo.

 

Se se faça frio no corpo da prosa

não na alma da palavra.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes