Murilo Gun

Quem está online

Temos 19 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



EGO VITAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Meu ego vital nunca poetou. Ele é um idiota egocêntrico e incompetente de nascença. E analfabeto poético.

Ele-o ego-é fixo, rotineiro, curto, só avista um plano.

 

E o poema trabalha em vários plano, em ampla dimensão e busca a libertação do poeta.

Dizem que a espontaneidade de minha escrita deriva de um certo automatismo. Não. Qualquer mecânica é do âmbito do ego.

E quem escreve (escrevo) é o ID.Vide meu livro ID – Edições BAGAÇO.

Todo poema advem do acaso do acaso. Porém, do acaso dado. Todo bom poema necessariamente tem mais sombra que claridades. A claridade cega. A (À) sombra (se) vê melhor.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes