Murilo Gun

Quem está online

Temos 25 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



TRÊS POEMAS CONTÍNUOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Júbilo é verbo vaso e nulo

vazio o quanto o espelho

do poema importe

e a esfera do verbo suporte.

 

Incisão do espesso

ruído dos sulcos

estalo de bagens

guinzos corais

custos da veia

tramas do espírito.

 

A nudez dos rostos comprometido

o compromisso da palavra adiado

a têmpera do ser falsificada

o temor reativado

como espelho ou bisturi cego.

 

O rosto do inconsciente

do outro lado de mim

do outro lado do espelho que sou

do lado de lá da vida que me leva.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes