Murilo Gun

Quem está online

Temos 25 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



G20 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Ao lume fálico das cimitarras

ao excremento, alma das metrópoles

aos homens probos, que temem a metáfora:

esse demônio do inútil, inimigo do visível e do exato.

 

 

 

O visível é tão esmagador e prático

que tropo se torna inútil e caro.

 

Poesia sempre foi uma heresia da verdade

essa categoria absoluta e castradora

visível ao homem em todo o seu ático esplendor.

 

“Divida bem o logos”, distribuindo-o

de modo exato entre as entranhas. Empédocles.

 

A poesia absoluta bebe ruidosamente

das puríssimas fontes do irracional.

 

Poesia: pecado em forma de palavra.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes