Murilo Gun

Quem está online

Temos 24 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos

Textos Agrestes



POEMAS SENTIDOS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Vai, querida margarida

puelame, pupila

ao som do zéfiro entardecente

fechar pétalas, ouvir a noite

somente pálpebras róseas abrir

quando o sol cantar no horizonte azul

melodias cristalinas, canções brilhantes

odes de lampejos e fulgor certeiro.

 

Sol foi-se, foice

cerzi-o véu da noite.

 

Margarida vai dormir

tênue sono a dobra

debrua pétalas deixa

noite cloral assome

aflore uma morfeu verde

sobre pupilas aromáticas

narcóticos azuis amares desmaiem.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Instagran Usina VCA