Murilo Gun

Quem está online

Temos 25 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



ESPÍRITO A CAVALO DESFILOU EM JENA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Na realidade, Hegel dissera: vi o absoluto do espírito humano desfilar num cavalo (branco), meio de locomoção nobre, à época.

Mutatis mutandis, aplica-se luvamente a situação descrita à poesia absoluta. Só escalpariam (a si mesmos), se esgueirariam tão baixamente (erguidos) contra o absoluto na poesia, contra poeta que se dissesse (e o provasse pela obra) absoluto. Absoluto, porém não absolutista, isto é, único ímpar, o que seria soberba suprema. Hoje, pulalam poetas absolutos, citariam facilmente um em Garanhuns, 59 em Palmares, dois ou três em Recife.

É títere portanto acoimar de adjetiva tal substantiva poesia. Nada mais. TD

 

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes