Murilo Gun

Quem está online

Temos 32 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos



PAISAGEM COM DOIS TÚMULOS E UM CÃO ASSÍRIO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Amigo,
Levanta-te para que ouças a uivar
o cão assírio.
As três ninfas do câncer estiveram bailando, 
meu filho.
Trouxeram umas montanhas de lacre vermelho

e uns lençóis duros onde estava o câncer adormecido.

O cavalo tinha um olho no pescoço
e a lua estava num céu tão frio
que teve de rasgar o seu monte de Vênus
e afogar em sangue e cinza os cemitérios antigos.

Amigo,
desperta, que os montes ainda não respiram
e as ervas de meu coração estão em outro sítio.
Não importa que estejas cheio de água do mar.
Amei por muito tempo um menino
que tinha uma peninha na língua
e vivemos cem anos dentro de uma faca.
Desperta. Cala. Escuta. Ergue-te um pouco.

O uivo
é uma longa língua arroxeada que abandona
formigas de espanto e licor de lírios.
Já se aproxima da rocha. Não alongue suas raízes!
Chega perto. Geme. Não soluces em sonho, amigo.
Amigo!
Levanta-te para que ouças uivar
o cão assírio.

(Tradução de Oscar Mendes)

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Textos Agrestes