Murilo Gun

Quem está online

Temos 38 visitantes em linha

Enquete

O que você achou do nosso site ?
 

Assista

Parceiros

Admmauro Gomes

Siga-nos

Textos Agrestes



CIÊNCIA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   

Descubro rumores de cadáver

a meu lado e primícias

de escombros em outubro.

Claridade do círio

alimenta noite

se alastra como postes.

 

Coivara tem alma geométrica

e aparência de brasa

nutre-a lenha silenciosa.

 

Clamores quase extintos

cremam manhãs

duvidosas do Recife.

 

Do limbo da cor incerta sai

máscara, da aquarela sal da tinta.

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

INFORMA DIGITAL

Revista Urubu

Singular

Papel Jornal

Jornal O Monitor

Instagran Usina VCA