Murilo Gun

Quem está online

Temos 38 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



ADENDO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Terça, 15 Outubro 2013 12:40

Palavras agudas, sintagmas esdrúxulos, verbo enlouquecido (vocábulos profundos de cores graves e altas, sílabas se alevantando como bandeiras despregadas). Liames abstratos, laços irredimíveis, desgramaticizados, com nuances de revolucionárias sintaxes. Em suma, palavras em discordância incontida e descontínua harmonia. Algo fulcral. De sentido físico e metafísico simultâneos.

Palavra que seja teto de campanário, texto de rouxinol, selvagem colibri coabitando o cântico com a mata. Poema que seja incomposição completa, plena desconstrução do estabelecido, edifício visionário de palavras em construção. Pouco nexo com a realidade (tão banal e brutal) de hoje. Cuidado extenso com referências traiçoeiras. E seus desvios ordinários. Impressões só indiretas. Expressionistas. Imprevisíveis. Imprudentes. E impudentes.