Murilo Gun

Quem está online

Temos 62 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



Ensaios
A POESIA MODERNA COMO REFLEXO DO ID PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quarta, 21 Janeiro 2015 13:07

É isenta de forma (fixa), é metamorfose ou disforme, tem a forma por vir, é protêutica (como Proteu, adquire forma que lhe sirva).

 
TRANSPOESIA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Sexta, 14 Novembro 2014 14:18

Nada há de convencional (ou regrado, posto que poesia é transgressão de regras prosaicas limitativas da liberdade da palavra, apanágio do verso do século 21) ou domável na poesia rogeriana.

 
AVE, VALLEJO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quarta, 22 Outubro 2014 19:30

vital corrêa de araújo

Por longas noites auscultei a palavra de César Vallejo. Certos vinte dias ensimesmei-me (fora de mim) na Biblioteca Borges. Esta, instalei-a em três sítios. Primo, na rua Joaquim Branco, próximo ao Shopping  Boa Viagem, ao lado do Hiperbrompreço. Nela, somente eu e Gun – com 5 anos, tínhamos acesso.

 
VISÃO DO REACIONARISMO POÉTICO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quarta, 17 Julho 2013 12:47

VCA

Os movimentos (mais contrários que complementares) anta, corrupira, verde-amarelismo, pau-brasil e cia enfraqueceram (e vieram para isso), estreitaram ao invés de alargar o modernismo de 1922. Desviaram. Foram como que uma sorte de manobras diversionistas triunfantes. Bem urdidas, mesmo que subconscientemente. E de desvio em desvio, de gota em gota reviveram (o inativado e anacrônico, a água passada) o rio morto (mas não enterrado) do parnasianismo. Reanimado. E sem ânimo moderno. Até hoje (2013). A “evolução” ou revivescência artificiais do velho, superado e teimoso parnasianismo decorreu de uma questão ideológica. A que tinha por fórmula deter o Brasil. Que de país do futuro virou país do passado. Rico ou não.

 
REPRESENTAÇÃO POLÍTICA: LACUNA, INSUFICIÊNCIA OU IMPERFEIÇÃO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quarta, 17 Julho 2013 12:46

A crise política no Brasil estava sendo adiada. Estourou, não. Começou a estourar. E não é econômica ou social. Ambos os setores vão bem, obrigado. É de representação política. O nosso parlamento (nos três níveis) é elitista e corrupto. Viciado em propina, nepotismo, favorecimento (tal como o judiciário, que não fica nada atrás – e é sobretudo corporativo, preguiçoso, soberbo e falido – veja a expressão, traje , poses retóricas e rapapés dos desembargadores e ministros (em especial, do Supremo). O executivo, os cinco mil e tantos prefeitos e governadores despedem mais de 50% das receitas em obras, licitações e investimentos duvidosos, correndo por fora a corrupção mais medonha, através de operadores (secretários e servidores graduados).

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 3 de 13