Murilo Gun

Quem está online

Temos 19 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



Ensaios
LUZ DO ABISMO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 10 Junho 2013 19:30

A escritora Maria Cristina Cavalcanti de Albuquerque já ostenta obra literária de vulto, no contexto do novo romance brasileiro, com os títulos Memórias Diacrônicas de D. Isabel Cavalcanti (ed. Tempo Brasileiro-RJ), Luz do Abismo (Bagaço/Girafa) e Príncipe e Corsário (ed. Girafa-SP), que a tornam uma revelação e uma realidade, como exímia narradora dotada de surpreendente poder de imaginação ficcional.

 

 
LEITURA DE POESIA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 10 Junho 2013 19:28

O leitor retém o sentido, dá-lhe roupagem nova, adequada até, orna-o, acerta. Segundo Barthes, citando Admmauro Gommes, o leitor não descodifica o poema, mas o sobrecodifica. Não decifra, porém o recifra. O leitor real cria, adensa (possui ou se apossa do sentido, forja-o), completa, inventa o sentido (ou os sentidos) do poema. Imerge no âmbito largo e fundo da leitura pessoal – tentando se afastar ao máximo do autor acasional (ou ocasional), de alguém de quem ele não precisa saber o nome vital, e sai – dessa imersão textual, entre a terceira e quarta margem do texto, com os sentidos que lhes doa a salvo (e enxutos).

 

 
JANELAS A PERSE PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 10 Junho 2013 19:23

Só existe a história da alma. S-JP

As chaves de prata do seu exílio impenetrável

Perse nos deus, inflanqueou-o totalmente

(a seus leitores inconsolados

mas perdidos em sua estrídula pertinácia

em suas vertigens e calabouços da palavra).

 

 
INTRÓITO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 10 Junho 2013 19:20

“Janelas a” compõem textos – que denominei a um tempo de leituras escritas.

São diálogos de um leitor solitário consigo mesmo e com livros. Sobretudo com o espírito de seus autores.

(O ambiente de leitura é estranho e fascinante. Um velho apartamento de frente para o canal de Jequitinhonha, em Boa Vaigem: 170 m2 de livros (cerca de 10 mil volumes e mais de tonelada de documentos literários). Há anos, só o autor tem acesso a esse local de tesouro).

 

 
GRANDE SERTÃO: 50 ANOS DE VEREDAS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 10 Junho 2013 19:19

“Estiram-se então planuras vastas. Galgando-as pelos taludes que as soerguem, dando-lhes a aparência exata de taboleiros suspensos, topam-se, às centenas de metros, extensas áreas ampliando-se, boleadas, pelos quadrantes, numa prolongação indefinida de mares”. Eis as paragens dos campos gerais, os sertões cerrados virando mares inóspitos, selvagens águas minando das páginas rosianas, tão altas, tão curvas.

 

 
<< Início < Anterior 11 12 13 Seguinte > Final >>

Pág. 11 de 13