Murilo Gun

Quem está online

Temos 11 visitantes em linha

Assista

Admmauro Gomes

Siga-nos



Diversos
CONTRA O MODERNISMO PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quinta, 31 Outubro 2013 18:17

Tacham os tais reacionários atuais Mário de Andrade, chefe do modernismo radical (ora de 1922 originou-se, brotou o único modernismo), quando na realidade Mário de Andrade foi corifeu do modernismo real, ultrajado, vilipendiado, combatido, desde o início e continuamente pelos que o não aceitavam, até enfraquecê-lo, dividi-lo, e a partir da Geração 45 derrotá-lo, suprimí-lo.

 
DESDE RIMBAUD PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quinta, 31 Outubro 2013 18:16

Desde que Rimbaud, com o demônio de seus sintagmas, chocou o pensamento lógico enlouquecido pelos “fósforos cantores”, nunca mais um estremecimento lírico deixou de percorrer as vértebras do verbo ou a espinha dorsal da alma do leitor poético.

A catarse ou o desprezo, a unção ou o protesto, o eterno ou o efêmero, a infinitude ou o limite percorrem os espíritos como espinhos de rosa e nunca mais a poesia deixou de ser divina de tanto humana que é desde Rimbaud.

 
LEITURA DE POESIA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quinta, 31 Outubro 2013 18:15

A Poesia Absoluta – conforme professores e alunos da FAMASUL a consideram, se afigura mais uma poética polifônica que linear, dai a mobilidade de suas formas (tendendo a um mobile de Calder que vi em Veneza, sobre a cama de Peggy Gughaimer). Isso pressupõe também a liberdade de leitura. O leitor é livre para entender, contemplar, usufruir do que leia de poesia absoluta.

 
PROPOSTA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quinta, 31 Outubro 2013 18:14

VCA

A liberdade gera o maior rigor, o horizonte mais alto, multiplica a imagem da palavra, potencia o acaso, solta o verbo e contribui para a organização plena do delírio verbal. Ao fazer fermentar o aleatório da palavra na página, esse atanor branco, os microorganismos da liberdade poética infestam o papel que é a alma do verso.

 
DECADÊNCIA DA LITERATURA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Quinta, 24 Outubro 2013 17:59

Moderno não quer dizer originariamente avançado, contemporâneo. Sua derivação latina é outra. Equivalia o conceito ao latim clássico novus. Moderno não é o velho contemporâneo, nem a sobrevivência do antigo, mas o novo.

 
<< Início < Anterior 11 12 13 14 15 16 17 18 19 Seguinte > Final >>

Pág. 11 de 19