TRÊS POEMAS CONTÍNUOS Versão para impressão
Escrito por Administrator   

Júbilo é verbo vaso e nulo

vazio o quanto o espelho

do poema importe

e a esfera do verbo suporte.

 

Incisão do espesso

ruído dos sulcos

estalo de bagens

guinzos corais

custos da veia

tramas do espírito.

 

A nudez dos rostos comprometido

o compromisso da palavra adiado

a têmpera do ser falsificada

o temor reativado

como espelho ou bisturi cego.

 

O rosto do inconsciente

do outro lado de mim

do outro lado do espelho que sou

do lado de lá da vida que me leva.