SOMBRA VCA Versão para impressão
Escrito por Administrator   

Graças a sua ofegante pureza

a obra BUROCRACIAL é severa.

Ao longo da rua da vida

poeira, pedra, loucura e amor

só de ida.

 

À luz do candelabro de cardo sem cobre

sob lua mortiça e vento noturno...

 

O inverno não morre.

 

As colheitas do ser se dão

logo após o verão

enforcado no cordão umbilical

da ultima estação do inferno.

 

As estações não são humanas.