TEMPO EM FRAGMENTO Versão para impressão
Escrito por Administrator   

(do manual absoluto de autoajuda poética)

Às ruminações do louváveis do verbo ambíguo

à palavra escatológica do poema. Em sua

reação axiológica apocalíptica.

 

Exponha a si o fragmento do tempo

de que você é feito

frature o fêmur da hora.

 

(exponho o si do id e de mim no meio do meu poema: insou assim).

 

Fragmente o tempo

e viva +.

 

A memória ancestral

são vivos fragmentos de tempo

arrancados do espírito para a página.

Leia a cada dia

novas laudas de sua alma dúbia.

Incluindo, os trechos proibidos

e revise os pródomos do espírito.

 

Pode (segue) o que exceda seu ser.

Agoe o horror sempre (que você abotije no íntimo)

 

Adube o que satisfaça

sua sede de ser + ou menos.

 

“A história da vida inteira pode

ser narrada apenas em fragmentos...” Rilke.