PASSOS EM CRUZ Versão para impressão
Escrito por Administrator   

Passos  ébrios, cruzados em varas

passos de um peregrino errante

são também errantes

trilhas para o âmago do nada

marcas que a areia não consome

ventos não dispersam

dúvidas mais do que certeiras

caminho em xis, Carrefour crucial

tesouro de escolho, rios tenebrosos

sombras do abandono, rima de abrolho

 

Passos peregrinos numa tarde errante

passos de um adepto são rostos

que revelam a máscara do mundo

(não abutres para o fígado do discípulo)

provas, rastros de que não só a igrejas

de pedra caminham os homens

que buscam o coração das certezas

(místicas, mas não mais humanas).