SONHO DE CERA Versão para impressão
Escrito por Administrator   

(Como cera sustentando sonho de Icaro)

luz esquálida e total derramada

da bacia inerte do planeta

 

na aridez vazia da alma

aberta em posta de peixe miraculoso

(pelo nazareno multiplicado inutilmente).

A nudez da água uiva estagnada

num úmido estribilho de lata

rótulas da náusea beirando

sombra de outubro já cremado

estômago das estrelas pulsando como quáser

joelhos de Capricórnio

glândula do minotauro

gônadas de Adão desparaisado

e Eva maltrapilha

na lixeira pecaminosa de maçãs

ajoelhada como uma sereia de areia

na praia do passado.